Espanha recebe menos turistas estrangeiros em janeiro, mas gastou mais

Espanha recebeu 4,1 milhões de turistas internacionais em janeiro, menos 1,4% face ao mesmo mês de 2019, segundo dados do inquérito da Frontur publicadopelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

Este é o maior recuo homólogo de turistas estrangeiros desde maio do ano passado (-1,6%) e a segunda consecutiva depois de dezembro passado (-0,9%), quando o alarme para o coronavírus chinês começou a subir.

Os turistas estrangeiros que visitaram Espanha em janeiro gastaram 4.779 milhões de euros, mais 2,1% do que no mesmo mês de 2019, segundo o inquérito sobre gastos turísticos também divulgado esta segunda-feira pela agência de estatística.

Cada turista que visitou Espanha no primeiro mês de 2020 gastou uma média de 1.155 euros, mais 3,6% do que no mesmo mês do ano passado, e manteve-se no país em média 8 dias, ligeiramente abaixo do recorde de 2019.

Os principais mercados emissores para turistas que chegam a Espanha em janeiro foram o Reino Unido, Alemanha e França.

Especificamente, o Reino Unido, com 718.248 turistas, menos 11% do que em janeiro de 2019, manteve-se como o principal emitida de visitantes, seguido da Alemanha, com 493.711 turistas (-4,6%) França, com 480.364 turistas, um aumentou 7,7%.

As Ilhas Canárias foram a principal comunidade de destino em janeiro, com 1,1 milhões de turistas, menos 5% do que no primeiro mês de 2019. Atrás ficaram a Catalunha, com 869.168 visitantes, menos 4,5% e Madrid, com 611.422 turistas e um aumento homólogo de 4,6%.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *